Mais posts

  • villain / vilão
    in

    Começo.

    Como tudo, começa pequeno. Até já. um edifício mental, construído para reforçar a confusão e manter viva a chama Mais

  • villain / vilão
    in

    Não sabe escrever quem não tem o que dizer.

    Lembras-te das paixões juvenis? Do quanto discorríamos. A tinta escoava-se das canetas e tanto ficava por dizer. Os amores eram sinceros, ou pelo menos assim os achavamos. Não havia internet, blogs ou mesmo computadores. Tudo era posto à unha, transcrito directamente do coração para o papel, na hora. Ahhh! que saudades desses tempos, das tardes […] Mais

  • villain / vilão
    in

    No planeta dos Crispins — o começo

    A nossa história começa num tempo em que os crescidos dizem estar tudo ao contrário. Eles dizem que o mundo perdeu os seus valores, que as coisas não são como eram antigamente. Ouvimos os crescidos falarem-nos de um mundo muito diferente: andava-se quase sempre a pé, poucas casas tinham telefone, não havia computadores nem consolas […] Mais

  • villain / vilão
    in

    tenho uma dúvida (de: 24.jul.02)

    sacre coeur Originally uploaded by zigurate. desde que me lembro que vivo em conflito com o divino. aceito mal, e com profundas reservas, a prática cristã e muitos aspectos da sua doutrina, em especial os ligados à hierarquia, santidade de alguns, infalibilidade de outros (ocorre-me Urbano II), e o cilício penitente com que desde sempre […] Mais

  • villain / vilão
    in

    Marcelo Rebelo de Sousa 1 – 0 Todos os outros

    A propósito da saída de Marcelo Rebelo de Sousa da TVI.Que um obscuro ministro do governo de Santana Lopes acuse, em nome do governo a que pertence e em nome do seu Primeiro Ministro, as estocadas semanais de MRS na TVI, entende-se, dado ser este um governo de actos menores, composto por gente de acções […] Mais

  • villain / vilão
    in

    a conversa

    pax mundi Originally uploaded by zigurate. já?sim, mãe. já.que fazes aqui? não te esperava senão daqui a muitos anos.eu sei.que se passou?não sei bem, mal tive tempo de me aperceber.desististe?talvez. sim, desisti.e eles?acho que ficaram bem. podemos vê-los?vem cá, vem ao meu colo. quero voltar a pegar em ti.mãe?sim.o pai?não mais o vi.acho que não […] Mais

  • Máquinas de guerra de Leonardo DaVinci
    in

    Ceifeira de Guerra

    Por olhar para a Ceifeira de Guerra de Leonardo da Vinci. A guerra é espantoA fome, purificadoraA ditadura, harmoniosaE deus, esse, está morto Morto ele, morto por eleTão morto que viveDe tão vivo que morreMorro sem morte O cordeiro mostra os dentesO íbis exibe as garrasDeus revela a negra fauceO tirano adormece crianças Perante todos […] Mais

  • villain / vilão
    in

    beija-me

    beija-me uma vezbeija-me setebeija-me setenta vezesvezes sete que te beijo uma vezte beijo setebeijo-te setenta vezesvezes sete amor que nunca esqueceo beijo mais fecundoque só ao amor obedecesete vezes, vezes o mundo um edifício mental, construído para reforçar a confusão e manter viva a chama Mais

  • villain / vilão
    in

    Pôr a vida a mexer

    Os antigos gaulases achavam que o céu lhes podia cair em cima, fazendo disso temor maior. São aval desta verdade histórica e indubitável, a obra de Goscinny e Uderzo, documentando a sociedade gaulesa em ricos pormenores de usos e costumes, organização política, negócios estrangeiros, arte da guerra, conhecimento científico, cultura musical e arquitectura, relacionamento social, […] Mais

  • villain / vilão
    in

    Um novo olhar

    Sempre achei, como gajo que sou, o acto da maternidade um verdadeiro nojo. Os gritos, o sangue, o suor e as lágrimas, o bebé todo porco. Uma verdadeira imundice, um mau começo para preparar o neo-nato, não vá a vida ser madrasta e assim, começando mal, já não haverá grande diferença para o que vem.O […] Mais

  • villain / vilão
    in

    Infame. O dia é infame.

    Morre o herói. Fica a sua irredutivel vontade.Até amanhã camarada. Morre o poeta das coisas luminosas. Fica o mundo pelos seus olhos e pelo seu coração. Dia negro este. Dia negro. um edifício mental, construído para reforçar a confusão e manter viva a chama Mais

  • villain / vilão
    in

    Ate onde o pensamento levar

    Falei há pouco com um familiar que foi literalmente empurrado pela mulher para a festa do Avante. Gajo refinado pelo trabalho e pelo contacto com estratos sociais que não o seu, fixaram nele uma aversão ao comunismo e aos comunistas, um quase McArtismo, que o leva a repudiar não só a ideologia, mas também os […] Mais

  • villain / vilão
    in

    O mundo sempre pula e avança.

    A minha avó paterna nas suas Histórias Verdadeiras, contava-me ao deitar retratos da sua vida. Vida vivida num tempo distante do tempo de um menino nos anos 70 e a anos-luz do tempo que hoje vivemos. Certo dia contou-me algo que deixou o povo do Porto em alvoroço e foi causa de cheliques, achaques e […] Mais

  • villain / vilão
    in

    Serei apenas eu?

    Pergunto-me a que propósito nos entra em casa, de forma contínua, informação contraditória acerca da gripe das aves. Noto que de um noticiário para outro a gripe está mais perto da Europa, mais um pobre Indonésio morreu, diz-se que se julga que um Tailandês contaminou outro; a mutação, a tremenda mutação que de tão apregoada […] Mais

  • villain / vilão
    in

    Credo

    Creio em deus todo poderoso, criador do céu e da terra, do universo e de todas as coisas visíveis e invisíveis. Creio que o fez num único impulso criador, instantâneo e de dimensão cósmica; depois descansou. Toda a dimensão física individual que possa ter tido se extinguiu nesse impulso, tendo esta incorporado o ser das […] Mais

  • villain / vilão
    in

    Taxinomia

    Nota prévia: Este texto contém linguagem capaz de ferir a susceptibilidade de mentes pouco menos que robustas. Se é para ficar chateado comigo, ou depois vir dizer que está muito desiludido, não leia. Não leia e passe ao texto seguinte, que embora mais subversivo, não fala de merda. Há 38 anos que cago. Segundo a […] Mais

  • villain / vilão
    in

    Os meus filhos só se portam mal quando estou mal disposto

    “Os meus filhos só se portam mal quando estou mal disposto”, dificilmente poderá ser qualificado de interessante, pois que de interessante terá pouco, porquanto, numa rápida apreciação, se extingue em si mesmo. Parece-me óbvio que o exercício da tolerância será mais fácil estando o espírito sereno e o corpo descansado. As actividades dos miúdos, se […] Mais

  • Fiat 550 Gianini
    in

    O carro novo

    Xico comprou um carro novo. Fiat 550 Gianini. Comprou-o usado num desses stands de automóveis a céu aberto, daqueles: PROCURO NOVO DONO. Quem o vendeu, afiançou-lhe que a dona era uma professora de português, solteirona, que uma vez reformada, deixara de dar uso ao carro. – “Aquilo era de casa para o trabalho, do trabalho […] Mais

  • villain / vilão
    in

    Sentença da semana 51.

    Sinto-me doutor quando, carregado de livros, exibo-os. um edifício mental, construído para reforçar a confusão e manter viva a chama Mais

  • villain / vilão
    in

    Faunos

    Por vezes dou comigo a pensar na morte da bezerra, em como as cegonhas saíram a ganhar com os postes de alta tensão, como o Afonso se encaminha para a adolescência de forma enfunadamente serena, como a Leonor tem tanto de espevitada como de graciosa, de quanto se agiganta o meu amor pela Isabel nos […] Mais

  • Globo terrestre em relvado
    in

    Da cova – Para os Novos Velhos Tempos – Copérnico

    De forma um pouco melodramática, poder-se-á dizer que quando Nicolau Copérnico, em 1543, expirou, o fez segurando finalmente o seu: “Das Revoluções dos Mundos Celestes”. Nesse dia seriam enterrados Copérnico e o geocentrismo, concepção do universo de Ptolomeu, ou que Ptolomeu deixou aos vindouros, que afirmava ser a Terra o centro do universo e os […] Mais

  • villain / vilão
    in

    Copernico

    De forma um pouco melodramática, poder-se-á dizer que quando Nicolau Copérnico, em 1543, expirou, o fez segurando finalmente o seu: “Das Revoluções dos Mundos Celestes”. Nesse dia seriam enterrados Copérnico e o geocentrismo, concepção do universo de Ptolomeu, ou que Ptolomeu deixou aos vindouros, que afirmava ser a Terra o centro do universo e os […] Mais

  • villain / vilão
    in

    Canção (de Fernando Pessoa)

    Silfos ou gnomos tocam?… Roçam nos pinheirais Sombras e bafos leves De ritmos musicais. Ondulam como em voltas De estradas não sei onde Ou como alguém que entre árvores Ora se mostra ou esconde. Forma longínqua e incerta Do que eu nunca terei… Mal oiço e quase choro. Por que choro não sei. Tão tênue […] Mais

  • villain / vilão
    in

    O sonho

    Vi-te morta.Estava a dormir.Foi em sonho,Mas não importa. Apertou-se-me o peito ao sentir a tua pele fria;O teu suave respirar que já não existia.Estava a dormir e não sabia se eras tu ou o teu amor que morria. Vejo-te prostrada, esventrada.E a faca ensanguentada,Diz-me que estás morta. Sei que a meu lado respiras.Que posso ver […] Mais

Load More
Congratulations. You've reached the end of the internet.